CIDIL

O VI Colóquio Internacional de Direito e Literatura (CIDIL), a ser realizado de 25 a 28 de outubro de 2017, em Porto Alegre (RS, Brasil), é resultado de uma parceira da Rede Brasileira Direito e Literatura (RDL) com o Programa de Pós-Graduação em Direito da FG, o Programa de Pós-Graduação em Direito da UNISINOS, o Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS e a Escola de Humanidades da PUCRS, integrando diversas áreas do conhecimento.

Em sua sexta edição, o CIDIL contará com a participação de docentes, estudantes de graduação e de pós-graduação, profissionais, professores da rede pública e demais interessados, abarcando as áreas do Direito, Letras, Artes, Filosofia, História, Sociologia, Psicologia e demais Ciências Humanas. Com a temática “As ilusões da verdade e as narrativas processuais”, o VI CIDIL propõe a discussão de questões relacionadas aos limites da racionalidade cartesiana; às concepções do direito como fenômeno linguístico e do processo como narrativa; às condições de interpretação dos textos jurídicos e literários, à luz das noções de coerência e integridade; ao problema da fundamentação das decisões; aos efeitos da ficcionalidade e verossimilhança nos relatos judiciais.

Atualmente, o CIDIL é o mais importante evento sobre Direito e Literatura da América Latina, tendo em vista a presença de grandes nomes nacionais e internacionais, além de pesquisadores de instituições de diversas unidades da federação, que todos os anos se reencontram com a finalidade de produzir um conhecimento inovador e interdisciplinar capaz de colaborar para uma educação jurídica mais humana, reflexiva e, sobretudo, crítica.

Histórico

O V CIDIL, realizado na UNIUBE/MG, de  26 a 28 de outubro de 2016, o tema eleito foi Justiça, poder e corrupção. O evento atingiu um público de 503 (quinhentos e três) inscritos e contou com a participação de 34 (trinta e quatro professores). Foram aprovados 99 (noventa e nove) trabalhos para apresentação nos GTs, totalizando 139 pesquisadores (54 alunos de graduação, 09 especialistas, 34 mestrandos, 07 doutorandos, 19 professores mestres e 16 professores doutores), que representaram instituições de ensino superior de 17 unidades da federação (RS, SC, PR, SP, RJ, ES, MG, DF, GO, MS, BA, PE, PB, PI, MA, AC e AM), além de centros de investigação estrangeiros (Peru, Argentina e Espanha). Os artigos completos de 39 dos trabalhos apresentados nos GTs foram publicados nos Anais do V Colóquio Internacional de Direito e Literatura.

O IV CIDIL – já em seu formato itinerante – foi realizado na FDV, em Vitória/ES, de 21 a 23 de outubro de 2015, alcançou um público de 312 (trezentas e doze) pessoas – com significativo crescimento no número de alunos de pós-graduação, além da participação de alunos da gradução, pesquisadores e professores vindos de inúmeros estados – e contou com a presença 28 (vinte e oito) conferencistas nacionais e estrangeiros. O tema da edição foi Censura, democracia e direitos humanos, e a quantidade de artigos científicos apresentados, através de comunicações orais, superou as expectativas: no total, foram 83 (oitenta e três) trabalhos, de autoria de 113 pesquisadores, de graduação e de pós-graduação, que representaram universidades e programas de pós-graduação de treze estados (RS, SC, PR, SP, RJ, MG, ES, MS, DF, SE, CE, PI, PB, MA, AC), além de um pequisador do exterior (Coimbra/Portugal). Dos trabalhos apresentados, 43 artigos completos formaram os dois volumes dos Anais do IV Colóquio Internacional de Direito e Literatura, e 4 artigos , após passarem pelo sistema double peer blind review, foram publicados na Anamorphosis – Revista Internacional de Direito e Literatura, períodico científico da RDL (Qualis A2).

No III CIDIL, também realizado na IMED, em Passo Fundo/RS, de 12 a 14 de novembro de 2014, um público de 270 (duzentas e setenta) pessoas – composto por alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores e professores vindos de inúmeros estados – pode acompanhar as explanações de 20 (vinte) conferencistas nacionais e estrangeiros. O tema dessa edição foi Crime, processo e (in)justiça, e o evento reuniu, ainda, 82 (oitenta e dois) pesquisadores de 12 (doze) unidades federativas do Brasil (RS, SC, PR, SP, RJ, MG, ES, GO, BA, CE, PI e PB) que apresentaram o total de 55 (cinquenta e cinco) artigos científicos, através de comunicações orais. Trabalhos que, de igual forma, foram publicados, integralmente, nos Anais do III Colóquio Internacional de Direito e Literatura.

Já o II CIDIL, dedicado ao tema A representação do juiz e o imaginário social, ocorreu de 30 de outubro a 1º de novembro de 2013, na IMED, em Passo Fundo/RS, tendo um público de 292 (duzentas e noventa e duas) pessoas – entre elas, alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores e professores vindos de inúmeros estados –, e contou com a presença de 18 (dezoito) conferencistas nacionais e internacionais. Nessa edição, 35 (trinta e cinco) pesquisadores de diversas unidades federativas do Brasil (RS, SC, PR, SP, MG, GO, PI e AM) apresentaram o total de 31 (trinta e um) artigos científicos, através de comunicações orais. Trabalhos que também foram publicados, integralmente, nos Anais do II Colóquio Internacional de Direito e Literatura.

No I CIDIL, realizado entre os dias 3 e 5 de outubro de 2012, na IMED, em Passo Fundo/RS, um público de 280 (duzentos e oitenta) pessoas – provenientes de inúmeros estados – prestigiou o evento,  que contou com a presença de 17 (dezessete) conferencistas, nacionais e estrangeiros, todos preocupados em aprofundar as interfaces existentes entre o Direito e a Literatura, em razão da abertura hermenêutica proporcionada pelas narrativas literárias à compreensão dos fenômenos sociais, tendo em vista sua importância para a formação humanista dos juristas. Além disso, 26 (vinte e seis) pesquisadores de diversas unidades federativas do Brasil (RS, SC, PR, SP, DF, GO, SE e PI) apresentaram o total de 19 (dezenove) artigos científicos, através de comunicações orais. Esses trabalhos foram publicados, integramente, nos Anais do I Colóquio Internacional de Direito e Literatura.

 

Correalização:
Patrocínio:
Apoio: